Luzes

 
Eu queria mirar assim meu por de sol real ou imaginado
E bebe-lo
Eu queria mergulhar no céu só pra pegar nesse vazio/cheio
De belo
Eu queria tirar o tule desse céu e usar na cara como véu ou breu
Mas meu…meu…meu
Eu queria migrar hoje pra voltar amanhã de novo e vê-lo
Bem cedo
Eu queria sorver as gotas de orvalho dos castanhos cedros
Ou dos seus imaginados raios ou verdes cabelos
Eu queria cegar ao vê-lo mas por fim chegar a ele primeiro
Que os outros e no corpo, tê-lo…tê-lo
Eu queria poder ser ave e voar por sobre todos eles
Eu queria ser belo assim com’ele, o sol
Mas sou pobre demais pra tê-lo na minha arte,no meu bolso no meu rosto
Ao escrever sobr’ele depois do sol deposto…
 
Jorge Santos
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s