Aquando dormem as estrelas, o céu rebola …

Aquando dormem as estrelas,
Dedico a alma a evocar o dia
Na quinta que rodeia o coração
Meu, como um mundo onde existo

E sou seu ,aquando dormem as
Estrelas consigo pôr a alma fora
E a noite dentro do peito,evoco
O dia por receio de não amanhecer

Numa parte da alma e não em todo o céu,
Aquando dormem as estrelas em
Minha roda a lua é minha esposa,
Minha terra e esta alma confusa

Dedica-se a evocar o dia que destrói,
Tal como se fosse nação da guerra,
O sol, embora sendo igual o pó
Desta terra e os escombros que tem,

Aquando dormem as estrelas, no céu
E em mim repousam ou dançam de roda
Evocando o que há-de o ser novo dia
E é vida, antes coisa nenhuma,

Aquando dormem as estrelas, nos montes
Meu coração corre e canta ao meu ouvido
Coisa alguma, suposto seria eu escutar
Quanto o coração sonha dentro, em mim

Vigia meu sonhar único, colado ao ouvido
Atento, na penumbra aquando dormem
as estrelas e o céu rebola e rola …

Jorge Santos (09/2016)
http://namastibetpoems.blogspot.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s